Cuidado com as armadilhas ao investir

Fazer investimentos é uma saída que muitos poupadores encontram para aplicar o capital disponível em mãos e conseguir retornos interessantes nos mais diversos segmentos do mercado. Porém, é preciso destacar que investir não é uma tarefa tão simples e que trará retornos de forma mágica no curto e longo prazo. É preciso muito planejamento, traçar as estratégias corretas e conhecer a fundo os detalhes que envolvem cada investimento feito.

Entender como funciona o mercado financeiro e quais são os principais erros (que investidores iniciantes cometem) é muito importante para evitar perder dinheiro facilmente. Dessa forma, compreender quais são as principais armadilhas do mercado financeiro é um passo fundamental para não ter o investimento reduzido a seguidos prejuízos que vão comprometer o orçamento.

Preferir o lado emocional ao racional

Para ter sucesso como investidor é preciso desligar-se do lado emocional tanto na hora de escolher um investimento quanto na hora de lidar com perdas e cenários que não foram previstos com antecedência. Com isso, é necessário controlar as emoções quando uma oportunidade, aparentemente muito lucrativa, aparecer, bem como, quando um prejuízo surgir. Privilegiar o lado racional significa encontrar saídas inteligentes, mesmo nos momentos mais difíceis para o investidor.

Carteira Passiva

Uma das principais armadilhas às quais os iniciantes estão sujeitos é a carteira passiva. Ter uma carteira de investimentos passiva significa não possuir diversificação nos investimentos, isto é, apostar em apenas um tipo de aplicação.

Os especialistas do mercado, assim como os investidores mais experientes, sempre recomendam diversificar a carteira de investimentos. Com isso, o investidor corre menos risco de perder todo o capital investido. Ou seja, é possível que haja prejuízo em uma determinada aplicação, no entanto, se os investimentos foram escolhidos com cuidado, é muito provável que sejam registrados ganhos em outras aplicações e esses resultados positivos podem cobrir as perdas.

Resultados rápidos

Fazer investimentos e entrar no mercado financeiro não significa ter grandes retornos num curto prazo. Dessa forma, é muito importante ficar atento às oportunidades de aplicações com altas taxas de rendimento em período de tempo muito pequeno. Não necessariamente significa que o investimento em questão é um golpe ou algo do tipo, mas significa que é um investimento de alto risco e os resultados podem ser desastrosos no longo prazo para a carteira de investimentos.

Não determinar o perfil do investidor

Não definir o próprio perfil de investidor é uma armadilha fatal para os iniciantes. É indicando o próprio perfil que o investidor estabelece quais aplicações devem compor a carteira de investimentos, quais os tipos de negócios que o atraem, bem como os riscos que ele está disposto a correr.

Investir sem uma reserva de emergência

Um bom investidor deve estar preparado para todos os cenários, inclusive o pior deles que é a perda de grande parte ou todos os investimentos feitos. Por isso, ter uma reserva de capital emergencial em mãos é fundamental para não quebrar. Essa também é uma forma de lidar com os investimentos cujos retornos não podem ser resgatados de forma imediata.

Bullla

Uma das dificuldades de muitas pessoas que querem investir é ter em mãos o capital inicial que possibilita fazer os primeiros investimentos. Nesse caso uma boa saída é optar por um empréstimo online entre pessoas físicas. Com essa modalidade de crédito o tomador consegue o capital inicial sem ter que lidar com altas taxas de juros, burocracia e nem sequer precisa sair de casa para conseguir o dinheiro.

O Bullla é uma fintech do setor financeiro digital que conecta pessoas físicas por meio da intermediação de empréstimos online. No Bullla, o tomador encontrar crédito justo, humano e sem as altas taxas praticadas pelos bancos. Isso é possível uma vez que o Bullla foi desenvolvido sob o conceito de comunidade e visa sempre beneficiar as pessoas e não as operações financeiras.

Pedir um empréstimo no Bullla é bem simples: basta criar um cadastro pessoal, fazer a solicitação e aguardar um investidor interessado no financiamento da operação. Todo o processo é transparente e intermediado pelo Bullla.

Para mais informações, basta clicar aqui.