Dicas para elencar suas prioridades na hora de usar o dinheiro

Para pensar na possibilidade de guardar ou investir dinheiro é necessário correlacionar o salário ou a renda correspondente aos gastos mensais

Uma das maiores dificuldades dos brasileiros é guardar e investir dinheiro. Sabe-se que os problemas financeiros e as discrepâncias salariais são absurdas. As desigualdades no mundo são profundas. O acesso aos direitos se dá de forma precária no ambiente urbano e, em diversas localidades rurais, os serviços básicos simplesmente não existem.

Consequentemente, discutir economias individuais e até familiares não é assunto possível na realidade para a maioria dos trabalhadores, ainda mais considerando o momento de crise que vivemos, desde 2008 em âmbito internacional, refletindo no Brasil alguns anos depois. Em período pandêmico de Covid-19, as discussões que se evidenciaram giraram em torno de dois eixos:

– Primeiro: Como economizar para se prevenir financeiramente em momento de recessão econômica? É possível fazê-lo mesmo para famílias de baixa renda, que não conseguem nem mesmo ter acesso aos serviços básicos, incluindo entre estes educação, saúde, transporte, ainda menos lazer?

– Segundo: Como não se endividar, tanto os que já tinham economias quanto os que sempre sobrevive[ra]m de forma precária financeiramente?

Ainda, para estas situações e para fazer suposições econômicas, consideramos aqueles que são assalariados, autônomos ou proprietários de pequenas e médias empresas. As taxas de desemprego foram crescentes e progressivas nos últimos anos.

Para pensar na possibilidade de guardar ou investir dinheiro é necessário correlacionar o salário ou a renda correspondente aos gastos mensais. Dessa forma, tendo por base as despesas básicas de uma residência atualmente apontamos a possibilidade de planejamento ou bloco de notas:

Faça um levantamento de suas despesas mensais: aluguel ou prestação do seu imóvel, alimentação, serviço de água, energia elétrica, gás, transporte público (se for o caso), gastos com crianças e demais que são relativas às particularidades das residências. Neste ponto, vale lembrar a teoria de Maslow (que pode ser conferida integralmente na internet), que considera nível hierárquico de gastos, constituindo na prática uma escala de prioridades. A partir dessa escala/pirâmide notamos que a base é composta dos elementos essenciais para sobrevivência.

– Diante à soma total e sabendo do sua renda mensal, ficará evidente o que é possível, além de seus gastos fixos, envolvendo lazer, investimento, economias, etc.

Algumas plataformas de investimentos têm surgido e se destacado, como XP investimentos e IQ Option. No entanto, as pessoas que decidirem investir precisam, anteriormente, compreender o que são essas empresas, avaliações positivas, críticas e, principalmente, entender que a abertura de conta por si só e o depósito não garantem o retorno.

Ainda, em momentos políticos e econômicos frágeis é necessário se atentar às falsas propostas, perfis de amadores e conselhos avulsos interessados em se aproveitar do desespero geral. De qualquer forma, não faça investimentos maciços e de valores que poderão endividar e não gerarão retorno. Pense em redirecionar seu dinheiro, caso esteja à procura de investimentos.

Não se comprometer com dívidas exageradas a médio e longo prazo em momento de crises econômicas também é importante, caso a despesa não seja emergencial. Afinal, a volatilidade no mercado de trabalho é intensa, as oportunidades têm surgido a partir de especializações de área, os concursos públicos tem diminuído em quantidade e valor salarial, as taxas de desemprego são altas e o clima de incerteza tende a permanecer por alguns anos.

Sabe-se que economizar ou gastar menos por impulso é um desafio, não apenas para os grupos que têm capital. O consumo tornou-se um hobbie, um passatempo prazeroso e até um vício. Nesses casos, o controle mais adequado do dinheiro passa pelas prioridades, pela maturidade e educação econômica.

Caso deseje consultoria sobre finanças procure profissionais de área, pesquise bastante com base em várias fontes e tenha precaução com ligações/mensagens de texto/e-mails para não cair em golpes. Mesmo que não tenha interesse em fazer planos econômicos, organizar-se é essencial para evitar inadimplências, conseguir viver com mais dignidade e acessar os direitos básicos com mais qualidade.

O Bullla dispõe de empréstimo entre pessoas físicas, 100% online e sem burocracia, além de juros mais baixos, praticidade e segurança. Basta se cadastrar na plataforma e esperar a avaliação. Clique aqui e saiba mais.