Dicas para evitar o desperdício de dinheiro

A maioria das pessoas já desperdiçou dinheiro alguma vez na vida. Entretanto, quando isso deixa de ser um episódio eventual para tornar-se algo recorrente, coloca em risco a saúde e a segurança financeira. Em alguns casos, a desorganização é tanta que a pessoa não consegue mais identificar a real origem do desperdício.

Seja qual for a razão por trás do esbanjamento de dinheiro, o fato é que, quem tem a intenção de construir um patrimônio com segurança e sucesso ou manter as contas em dia, precisa ter muito planejamento e cuidado.

Veja alguns aspectos que podem contribuir para o desaparecimento do seu dinheiro:

Falta de controle financeiro

A regra é simples: se você está endividado, muito provavelmente é devido à falta de controle financeiro. Se é necessário usar os cartões para preencher lacunas de dívidas, é melhor tomar cuidado.

A dívida, para ser boa, precisa ser racional, orçada e planejada. Além disso, os valores a pagar devem ser de acordo com o orçamento. Lembre-se: se precisar usar o cartão de crédito como complemento aos gastos mensais, o sinal de alerta deve ser ligado.

Consumo exagerado

Em boa parte dos casos, o consumo exagerado é uma consequência das compras por impulso. Por isso, se você está prestes a adquirir algum item, espere e veja como vai se sentir no dia seguinte. Dar um tempo antes de comprar ajuda a evitar esse tipo de situação. Além disso, adotando essa postura, será possível perceber que estava prestes a gastar dinheiro com algo que não era tão essencial.

Juros de contas atrasadas

Contas atrasadas acarretam juros e isso impacta muito mais a vida de uma pessoa que não tem organização financeira. Além de manter todos os gastos devidamente anotados para saber onde o dinheiro está indo, é essencial adaptar as dívidas com os dias de pagamento. Por exemplo, se você recebe seu salário no dia 5 e o vencimento é dia 20, há um espaço para originar os juros.

Tome cuidado para não deixar a falta de controle virar uma bola de neve e acabar pagando juros com valores mais altos que o produto. Se for necessário, busque uma renegociação.

Parcelar a fatura do cartão

Outra fonte de desperdício de dinheiro. Não pagar as contas à vista, além de indicar que elas estão desorganizadas, ainda pode ocasionar mais problemas no futuro. Tenha em mente que os juros do cartão de crédito são os mais caros do mercado e, caso a situação seja uma urgência, a melhor maneira de lidar é fazendo um empréstimo pessoal.

Bullla

No Bullla você consegue ajuda para reorganizar sua vida financeira sem sofrimento. No Bullla, o empréstimo entre pessoas físicas é simples, rápido, sem burocracia e com uma taxa de juros que cabe no seu bolso. Além disso, a transparência de todo o processo permite que você faça escolhas certas e não tenha nenhuma surpresa.

Para mais informações é só clicar aqui.