Quais as vantagens em ser um Bom Poupador

Quando o assunto é emprestar dinheiro para outras pessoas, a primeira coisa que vem à cabeça é o risco de um calote. Porém, este é um tipo de empréstimo legalizado no Brasil, desde 2018, pelo Banco Central. Apesar de estar se tornando mais popular, a modalidade ainda é desconhecida de muita gente.

A Sociedade de Empréstimo entre Pessoas (SEP) é recente. Portanto, você que deseja diversificar seus investimentos, vale a pena conhecer de perto como funciona e como tirar vantagem disso.

Para quem tem o hábito (e consegue) economizar, a SEP se revela como um novo meio de investimentos. Quem empresta recebe a grana de volta, com juros. A taxa de inadimplência existe, mas em menores índices.

Menos burocracia e mais segurança

Muita burocracia envolve a tomada de crédito pelas vias tradicionais. Com as fintechs isso deixou de ser problema. Tudo inicia quando o tomador de crédito procura uma plataforma online para solicitar empréstimo. São elas que fazem o meio de campo entre quem necessita do empréstimo e quem deseja oferecer dinheiro.

Para o investidor é um novo leque que se abre. Os retornos são bem mais atraentes que, por exemplo, a caderneta de poupança e os títulos de renda fixa. Por meio das fintechs o bom pagador consegue seu crédito bem mais rápido e com taxas de juro mais em conta.

No momento em que o tomador de crédito solicita o empréstimo junto à plataforma, ele informa onde pretende gastá-lo. Não é permitido utilizar o dinheiro emprestado para outro fim que não seja aquele que foi indicado.

Tanto o tomador de crédito quanto o investidor podem analisar os respectivos perfis na plataforma da empresa.

O objetivo das fintechs é vincular potenciais investidores a tomadores de crédito. O interessado passa por uma auditoria onde é verificado seu histórico de bom pagador. A partir daí é atribuída uma nota de A a E. Quanto melhor o conceito, taxas de juros mais baixas. Todo este zelo, sem dúvida, ajuda a explicar o sucesso das SEP’s.

Confiança e transparência

A dica, porém, é ser comedido na hora de investir, principalmente em uma época de crise. Como em qualquer investimento, o risco tende a ser alto.

Quem está interessado em investir, a recomendação é a seguinte: apure se a fintech escolhida já tem licença de SEP. Isto trará mais segurança para a tramitação da operação.

Em outros tempos você jamais imaginaria emprestar dinheiro para um desconhecido, agora, com as novas tecnologias, isso é plenamente possível. As pessoas que participam da SEP podem ter um retorno superior a outros investimentos mais tradicionais feitos pelas instituições financeiras mais conhecidas.

Ainda assim, mesmo que emprestar dinheiro nesta modalidade pareça tentador, fique atento. Obtenha informações confiáveis a respeito da fintech escolhida em sites, redes sociais e, também, com quem efetivamente participa da SEP.

Bullla

No Bullla, o bom pagador obtém seu empréstimo com agilidade e garantia das melhores taxas. A transação entre quem pretende investir seu dinheiro e o tomador de crédito é transparente. E a excelente notícia é que, quando o pagamento do empréstimo é feito em dia, os juros vão baixando. No Bullla, o bom poupador e o bom pagador saem sempre ganhando.

Para mais informações acesse aqui.