Quer incrementar sua cozinha? Veja dicas para comprar uma geladeira nova

Seja por desejo ou por necessidade, a compra de um novo eletrodoméstico, como é o caso de uma geladeira, por exemplo, exige desembolsar uma quantia expressiva em dinheiro. E é justamente por esse motivo que muitas pessoas acabam optando por dividir o pagamento em muitas parcelas, o que, nem sempre (quase nunca) é o melhor negócio.

Não é novidade para ninguém que comprar parcelado, normalmente, sujeita o consumidor ao pagamento das famosas (e altíssimas) taxas de juros, seja por meio dos carnês próprios das lojas de varejo ou utilizando o cartão de crédito.

A bola de neve acontece da seguinte forma, basicamente: o valor do eletrodoméstico adquirido, por não ser baixo, acaba precisando ser fracionado em muitas parcelas mensais – o que só piora quando lembramos do fato de que a incidência dos juros ocorre a cada mês. Logo, ao quitar a compra, não é raro ter pago uma quantia muito superior ao que valia o bem no momento em que foi adquirido.

Veja abaixo algumas dicas preciosas para comprar uma geladeira nova e incrementar a cozinha, sem transformar a ocasião em uma enorme dor de cabeça:

1. Planejar a compra: é importante ter em mente todo o planejamento acerca da compra que será feita (qual será o modelo escolhido, até quanto se pode gastar com isso, qual será a forma de pagamento, etc.) antes de fechar negócio. Agir por impulso pode gerar sérios problemas futuros.

2. Delimitar bem a necessidade: com a decisão de comprar uma geladeira, é hora de pensar do que esse novo eletrodoméstico terá de dar conta. Por exemplo: relacionar a capacidade da geladeira em litros com a quantidade de alimentos que serão condicionados nela e pensar no tipo de descongelamento mais prático para cada rotina.

3. Atenção para o consumo: não se pode esquecer de checar em qual faixa de gasto de energia a geladeira deve estar classificada para que o equilíbrio das finanças seja mantido. Aqui, vale dar preferência para os modelos da classe A, que consomem menos.

4. Realizar uma minuciosa pesquisa de preços: planejamento inclui, necessariamente, analisar todas as opções possíveis de compra e todas as formas de pagamento para garantir que fechará um excelente negócio. Então, este é o momento de deixar a preguiça de lado e pesquisar bastante.

5. Sempre que possível, optar pelo pagamento à vista: esse tipo de pagamento, além de evitar que se contraia uma dívida de longo prazo, é capaz de aumentar o poder de negociação na hora da compra, seja diminuindo o valor gasto (pedindo descontos) ou mesmo recebendo algum tipo de brinde.

Pagar à vista é uma excelente opção de compra, porém, no caso de uma geladeira nova, isso pode exigir alguma quantia maior do que se tem costume de capital. Para resolver este impasse, há quem pense logo em pegar um empréstimo em instituições financeiras, mas o fato é que existe uma opção melhor, muito mais prática e com juros menores: o empréstimo entre pessoas físicas.

O Bullla é uma Sociedade de Empréstimo entre Pessoas (SEP) aprovada pelo Banco Central do Brasil (BC) que nasceu em 2018 com o intuito de facilitar as transações realizadas diretamente entre pessoas físicas, mantendo, para tanto, um ambiente transparente e com preços reais. Com o Bullla, o empréstimo pessoal é rápido, prático e seguro, totalmente online e com os melhores juros do mercado, sem burocracia. Clique aqui e saiba mais.